Não há dúvida de que a beleza natural está sendo mais valorizada do que nunca. Depois de muitos anos dando lugar aos fios lisos e chapados, as ondas voltaram a fazer a cabeça das mulheres. Para ter o efeito natural tão desejado, é preciso investir na transição capilar.

Se você ainda não sabe do que se trata, se prepare agora para descobrir o que é a transição capilar e de que maneira ela pode ajudar você a ter cabelos mais bonitos e saudáveis em pouco tempo!

O que é transição capilar?

Ao usar chapinha, babyliss e processos químicos agressivos, como o alisamento e o relaxamento, os fios tornam-se secos, porosos e passam a apresentar aspecto superficial, sem brilho e vitalidade.

A transição capilar é o processo mais indicado para restaurar as madeixas e torná-las macias e sedosas novamente. Basicamente, quem passa por esse processo abre mão de todo tipo de química para deixar que o cabelo volte a crescer de maneira natural.

Muitas mulheres optam por cortar os fios aos poucos, ou seja, a cada um mês ou três meses vão ao salão para tirar as pontas ressecadas e quebradiças enquanto a raiz natural vai crescendo. Outras já não têm paciência para esperar tanto tempo, então tomam uma atitude mais radical e cortam as madeixas bem curtinhas ou, ainda, raspam todo o cabelo!

O importante aqui é destacar que quem opta por fazer a transição capilar deve estar ciente que o processo exige persistência para esperar que os fios cresçam naturalmente.

É válido alertar de que nada vai adiantar fazer todo o processo se você continuar usando a chapinha ou outros procedimentos ao longo do tempo. Por isso, desapegue!

Como é feita a transição capilar?

Como explicamos, a transição capilar consiste no processo de deixar o cabelo crescer sem que haja intervenção química ou mecânica de tipo algum. Na prática, isso significa que, enquanto a raiz vai crescendo de modo natural, você vai eliminando o comprimento aos poucos ou corta as madeixas de uma vez.

Algumas mulheres estão optando pelo big chop, que nada mais é do que cortar o cabelo bem curtinho de uma única vez, em vez de esperá-lo crescer aos poucos. Para aquelas que não têm medo de ousar, o big chop pode ser uma excelente alternativa.

Para que serve a transição capilar?

O objetivo é sempre restaurar e devolver a vitalidade e a saúde dos fios para que eles voltem a ter mais beleza, saúde e volume. Desse modo, você vai ter mais liberdade de usá-los como quiser, sem precisar ficar presa a um único estilo ou padrão estético.

O processo também visa eliminar quaisquer resquícios de pontas danificadas pela ação prolongada de químicas utilizadas nos cabelos.

Quanto tempo dura a transição capilar?

A transição capilar pode levar meses ou até anos para ser concluída por completo. Isso se deve ao fato de que os fios crescem, em média, um centímetro por mês.

No entanto, existem algumas técnicas que ajudam os fios a crescerem mais rápido e de forma saudável. O tratamento de Detox Capilar é uma delas e promete trazer muitos benefícios para as madeixas. Entenda a seguir o que é e como funciona o Detox Capilar!

Detox Capilar

O procedimento consiste em eliminar as células mortas, as impurezas e os resíduos dos cosméticos usados nas madeixas, tais quais: cremes, leave-in, protetores térmicos etc. Assim sendo, é possível cuidar do cabelo, ao facilitar a oxigenação das células e estimular a circulação sanguínea do couro cabeludo.

Entre as vantagens do Detox Capilar, podemos destacar os seguintes itens:

  • cabelos mais viçosos e brilhantes;
  • couro cabeludo mais saudável;
  • prevenção da queda dos fios;
  • reduz a oleosidade;
  • tem ação antioxidante;
  • estimula a circulação sanguínea do couro cabeludo.

Para iniciar o tratamento de desintoxicação capilar, utilize a máscara Detox. Com o cabelo úmido aplique em todo o couro cabeludo, com movimentos suaves e sem atingir a extensão dos fios. Deixe agir por 15 minutos.

Em seguida, lave-os com o shampoo Detox de maneira que qualquer resquício do produto seja eliminado. Na sequência, use um condicionador de sua preferência do comprimento até as pontas. Então, aplique um pouco de finalizador na extensão dos fios e penteie como de costume.

O ideal é deixar as madeixas secarem de modo natural. No entanto, se você sentir a necessidade de secá-las com o secador, ou mesmo, fazer uma escova, elas estarão protegidas. Mas, lembre-se que a chapinha não deve ser usada!

Os ingredientes presentes na formulação ativam a circulação da região e, também, proporcionam uma agradável sensação de frescor!

Aqui também vale destacar que os ingredientes presentes na composição vão ajudar a tratar dos fios, pois a associação de gengibre e hortelã possuem ação adstringente, calmante e refrescante, o que favorece a limpeza e o crescimento saudável das madeixas.

Quais são as etapas da transição capilar?

A primeira etapa da transição capilar consiste em identificar o quanto o seu cabelo está danificado. Comece observando como estão as pontas: ressecadas, porosas, muito finas, desbotadas etc.

Em seguida, analise a extensão dos fios e veja se eles apresentam os mesmos problemas das pontas. Para finalizar essa fase, observe as condições do couro cabeludo e repare se há irritação, perda de cabelo em pontos localizados ou, ainda, se existe caspa.

Dessa forma, você conseguirá identificar em que altura, mais ou menos, os fios deverão ser cortados em um primeiro momento. Mas, caso haja alguma anormalidade no couro cabeludo, causada pelo excesso de química, não deixe de procurar um dermatologista!

Depois de definir o quanto de comprimento vai cortar, é hora de passar a tesoura no cabelo. A dica é procurar um profissional de sua confiança e dizer para ele quais são as suas intenções. Pois, assim sendo, você poderá contar com alguém que dê dicas e sugestões confiáveis.

Quais são os desafios de quem faz a transição capilar?

Digamos que um dos maiores desafios de quem utiliza a técnica da transição capilar é esperar o cabelo crescer! Como algumas mulheres gostam de ter as madeixas longas, essa espera pode se tornar um grande desafio. Então, esteja bem certa de que você deseja iniciar o processo, antes de cortar os primeiros centímetros.

Além disso, é importante destacar que o cabelo começará a crescer com uma textura um pouco diferente da original dos fios. Afinal, foram muitos anos submetendo-os aos procedimentos químicos, o que pode ter danificado a raiz e o couro cabeludo.

Para dar continuidade ao tratamento, indicamos que você utilize o famoso cronograma capilar. Mas, o que é a tal técnica e como ela pode ajudar você a ter as madeixas mais saudáveis e naturais novamente?

Cronograma capilar

Hoje em dia, as mulheres estão usando o cronograma capilar, que nada mais é do que uma programação para tratar do cabelo, que consiste em três fases: hidratação, nutrição e reconstrução.

  • hidratação — a etapa visa devolver a água do cabelo perdida ao longo do tempo. Por isso, o ideal é usar produtos à base de frutas, vitaminas e pantenol. Deve ser feito duas vezes por semana;
  • nutrição — aqui a ideia é repor os nutrientes, como os lipídeos, e para tal é necessário usar produtos que contenham em suas fórmulas o óleo de argan, o óleo de coco, o tutano, a manteiga de karité, entre outros;
  • reconstrução — durante essa fase, os fios serão reconstruídos com a ajuda de produtos à base de queratina, colágeno e aminoácidos.

Monte o cronograma intercalando as fases do programa. O ideal é intercalar cada procedimento com o intervalo de 48 horas entre cada um. A seguir, veja o exemplo e entenda como é feito o cronograma capilar:

  • 1º semana — hidratação + nutrição + reconstrução;
  • 2º semana — nutrição + hidratação + nutrição;
  • 3º semana — hidratação + nutrição + reconstrução;
  • 4º semana — hidratação + hidratação + nutrição.

Quais são os penteados recomendados?

Uma excelente maneira de passar pela transição capilar sem entrar em desespero é optar pelos penteados, que diga-se de passagem, são lindos e conferem feminilidade ao look. Por conta disso, invista em coques, tranças, rabos de cavalo e utilize lenços, tiaras e presilhas para dar o toque de glamour.

Abuse das opções, como fazer rabos de cavalo baixos, altos ou no meio da cabeça. Enfeite-os com lenços coloridos, mas não esqueça que apertar demais o elástico pode tornar os fios ainda mais quebradiços.

Uma alternativa é montar coques soltos e tranças que fiquem com o aspecto de “desarrumadas”, pois elas conferem jovialidade e naturalidade ao look.

Também não deixe de usar lenços e turbantes lisos ou estampados, a fim de deixar o visual alegra e cheio de estilo.

E por falar em turbantes, selecionamos dicas preciosas de como usar o adereço, a fim de valorizar o look e auxiliar no processo de transição capilar. Então, confira a seguir!

Solte o cabelo

Acredite! Quanto mais volume de cabelo você tiver, mais bonito ficará o turbante, pois os cachos soltos ajudam a segurar o acessório, de modo que ele fique preso na cabeça. Porém, caso não tenha muito cabelo, a dica é colocar meias dentro do turbante, para garantir o volume.

Saiba combinar

Criar contraste é o segredo para equilibrar o look e deixá-lo mais sofisticado e moderno. Então, lance mão dos modelos coloridos e estampados combinados com maquiagem mais neutra e natural. Por exemplo, capriche na textura da pele e esfumace levemente os olhos com o auxílio de sombras e lápis marrom ou preto. Nos lábios utilize apenas os tons nude.

Se você optou por um turbante preto, então permita-se ousar mais na maquiagem. Traços de delineador estilo gatinho e batom vermelho ficam lindos nessa proposta.

Também estão permitidos os brincos maiores e pulseiras coloridas para incrementar o visual. Entretanto, fique atenta para não usar colares, pois o excesso de informação de moda pode poluir o visual.

Enfim, teste os vários penteados em frente ao espelho e adote aqueles que a fazem sentir mais bonita e confiante. O importante aqui é acreditar que você vai conseguir fazer a transição capilar com muito estilo e charme!

Quais são os cuidados que se deve ter?

Os especialistas da área da beleza recomendam alguns cuidados extras que você deve ter durante e após a transição capilar. Pois, assim sendo, você vai conseguir deixar as madeixas crescerem de maneira natural e sem trauma algum!

Entre eles, é que as pontas do cabelo estejam levemente repicadas e, quando ele estiver mais comprido, seja cortado em camadas. Dessa maneira, os fios ficam com mais volume e movimento e ganham naturalidade.

Não deixe de ir ao salão de beleza, pelo menos a cada três meses, a fim de manter o corte e retirar as pontas duplas. Mesmo que tenha optado pelo Big Chop e depois resolveu deixar as madeixas crescerem, a dica é ir ao cabeleireiro regularmente.

Também é importante lembrar que, ao lavar o cabelo, a toalha não deve ser esfregada nos fios, pois corre-se o risco de criar frizz. Apenas amasse as mechas delicadamente com a ajuda do adereço macio e felpudo.

Lance mão de finalizadores, leave-in e pomadas para deixar os fios modelados. Escolha os produtos indicados para o seu tipo de cabelo e não deixe de ter um arsenal deles na prateleira do banheiro!

A Haskell Cosméticos apresenta a linha Mandioca Multifunções, que tem como objetivo hidratar e nutrir os fios da raiz até as pontas. Por ser rica em proteínas, vitaminas E e minerais, tais quais cálcio, fósforo e ferro, o extrato de mandioca fortalece o cabelo crespo ou cacheado e permite que ele volte a ter saúde e movimento.

Enfim, ao seguir as dicas que trouxemos neste post, você vai ver que é possível fazer a transição capilar sem grandes sacrifícios e voltar a exibir a beleza dos cabelos cacheados. Afinal, valorizar a beleza natural é melhor do que ostentar algo superficial e artificial, não é mesmo, moça?

Fique por dentro das novidades que a Haskell Cosmético apresenta para você no Facebook, Instagram e Twitter.