Sabemos que você deseja ter aquelas madeixas lindas e de fazer inveja. Afinal, isso é o que todas nós queremos, não é? Porém, você tem tido os devidos cuidados com o cabelo? Muitas mulheres acham que só quem tem muito dinheiro tem a chance de ser uma Pocahontas ou uma Rapunzel ou de ter aqueles cachos poderosos dignos de capa de revista. Bem, elas estão enganadas!

É possível manter as madeixas saudáveis e lindas adotando pequenos hábitos e sem a necessidade de muito investimento financeiro. Isso inclui a forma de lavá-las, penteá-las e secá-las. No entanto, você também precisará incluir uma boa alimentação, tratamentos capilares caseiros e produtos de qualidade com bom custo-benefício.

Para ajudá-la a seguir esses passos, preparamos este post com dicas muito fáceis. Continue a leitura e descubra alguns segredos das beldades!

Lave os cabelos de forma correta

Você sabia que existe uma forma ideal de lavar os fios? O shampoo é colocado somente no couro cabeludo e é apenas nessa parte em que ele será massageado. Por isso, evite esfregá-lo no comprimento, já que essa prática tende a causar quebras e enfraquecimento. Além disso, não coloque muito produto, pois ele pode retirar o óleo natural dos fios.

O condicionador servirá para fechar as cutículas e dar hidratação. Escolha um apropriado ao seu tipo de cabelo, para que os resultados sejam melhores. Separe mechas e passe ao longo delas, deixando uma distância de 4 dedos da raiz.

Mesmo que suas madeixas sejam volumosas e ressecadas, tente não ficar mais que 3 dias sem lavá-las, para que você não acumule fungos e bactérias na cabeça. Quanto à temperatura, prefira água morna, pois aquela muito quente danifica os fios.

Tenha cuidado ao secar os fios

Ao secar com a toalha, escolha uma de tecido macio. Além disso, assim como na lavagem, não esfregue o cabelo. Se não tiver uma toalha macia, um truque é usar uma camiseta velha, principalmente se suas madeixas forem encaracoladas ou crespas, já que elas têm mais chances de se fragilizarem.

Deixar os fios secando ao natural é sempre a melhor alternativa. Assim, evite a tentação de usar o secador de cabelo todos os dias. Porém, caso resolva utilizá-lo, tenha um protetor térmico, que pode ser em forma de óleo ou leave-in. Passe-o nas mechas antes, para ajudar a reduzir os danos. Para cabelos cacheados e crespos, a dica é usar um difusor. Como ele proporciona a secagem de modo uniforme, fica mais fácil manter a forma bonita dos cachos.

Além disso, prefira lavar os cabelos durante o dia, para não dormir com eles molhados.

Invista em tratamentos capilares

Você não precisa ir ao salão e gastar rios de dinheiro para manter seus fios bem tratados. Hoje em dia, existem muitas máscaras de tratamento ótimas, com um preço bom e que podem ser usadas em casa mesmo, para auxiliar nos cuidados com o cabelo.

Escolha uma que atenda às suas necessidades. Por exemplo, fios com química pedirão produtos com propriedades reparadoras. Já os enfraquecidos precisarão de um que dê mais força.

Assim, após o shampoo, retire o excesso de água e passe a máscara mecha por mecha. Deixe por 15 minutos, antes de retirá-la. Faça esse processo, no mínimo, de 15 em 15 dias.

Se o cabelo estiver muito maltratado, invista em um cronograma capilar. Ele consiste em alternar os tipos de máscaras, pois cada uma tem um objetivo diferente. A máscara de hidratação visa a repor a água perdida. A máscara de nutrição repõe lipídeos e outros nutrientes do córtex. A máscara de reconstrução devolve proteínas e aminoácidos. Não há regra na hora de montar esse cronograma, mas uma dica é fazer cada um dos tratamentos de 3 em 3 dias.

Corte o cabelo regularmente

Muitas mulheres que desejam cabelos longos correm da tesoura por imaginarem que, assim, o crescimento é mais rápido. No entanto, é importante dar uma cortada nas pontas de vez em quando. Isso traz mais vitalidade e afasta pontas duplas, deixando as madeixas com aparência mais saudável.

Além disso, com o tempo, os fios perdem o corte, ficando com um “efeito pirâmide”, com distribuição de volume prejudicada e sem forma. Ou seja, não é o ideal para o seu tipo de rosto.

Outro problema comum de ficar muito tempo sem cortar é manter um cabelo grande, mas com as pontas ralas. Isso acontece por fatores naturais, mas também pelo uso de química e chapinha. A consequência é, também, um formato desarmônico nas madeixas.

Lembre-se de que não é preciso realizar uma mudança radical, mas um corte mínimo já pode fazer a diferença, dando mais balanço e beleza.

Proteja os fios do sol

Você deverá ter cuidados com o cabelo no verão também. Assim, ao ir ao trabalho, ao clube ou à rua — para correr, por exemplo —, é importante que você adote boas práticas para proteger os fios dos raios UV.

Engana-se quem pensa que eles são nocivos apenas à pele. O cabelo também sofre, podendo ter ressecamento, fotoenvelhecimento e fragilidade. Isso porque a radiação causa dano direto às substâncias que unem as cutículas, dando aspereza e tirando o brilho. É lógico que você não precisa abrir mão de um sol maravilhoso, mas é importante adotar medidas para se proteger melhor.

Chapéus e bonés são bons aliados. Leave-ins e óleos também protegem, principalmente se tiverem filtro UV na composição. Usar um coque é outra dica boa, pois, quanto menos partes expostas, menos danos causados. Além disso, procure não ficar o tempo todo em exposição direta. Fique na sombra sempre que possível.

Tenha atenção especial com o couro cabeludo

Não importa o seu tipo de cabelo — o desleixo com o couro cabeludo pode causar caspa, descamação, excesso de oleosidade, queda capilar, dermatite etc. Todos eles, além de influenciarem no crescimento dos fios, podem deixá-los com aspecto ralo e sem vitalidade. Entenda que se a raiz não estiver saudável, não há como as madeixas ficarem bonitas.

Assim, tenha alguns cuidados. Na hora de lavar, evite o banho quente, pois ele estimula as glândulas sebáceas e obstrui os poros. Também retire bem os produtos, pois os resquícios causam mais oleosidade e dão um aspecto de sujo.

Para ajudar no crescimento dos fios, você pode, de vez em quando, fazer massagens no couro cabeludo com óleos naturais, como o de menta ou o de coco.

Outra dica é, antes de um procedimento químico, sempre fazer o teste da mecha. Assim, caso você tenha alguma alergia, apenas uma parte do cabelo ficará prejudicada.

Na hipótese de você desenvolver alguma condição, como coceiras, caspa ou alopecia areata, consulte um profissional, para que ele a oriente sobre produtos e medicações adequados.

Evite o excesso de química

Se você pretende ter mais cuidados com o cabelo, tente espaçar os processos químicos que você faz nele, já que o excesso o enfraquece e torna-o quebradiço. Faça as pazes com sua beleza natural, deixe seus fios respirarem um pouco e, nesse tempo, invista em bons produtos e tratamentos.

Além disso, está em alta a transição capilar, procedimento no qual a mulher deixa, aos poucos, de fazer alisamentos, até que o cabelo volte ao seu estado natural. Muitas mulheres acham difícil no começo, mas o resultado final, com os cachos de volta, fica lindo e deixa-as empoderadas.

Manter as madeixas mais curtas pode ser uma solução aqui, já que isso torna a rotina de cuidados mais prática.

Penteie o cabelo com cuidado

Para começar, se seu cabelo for cacheado, não o penteie seco, pois isso pode causar quebras e frizz. Um segredo é misturar um pouco de leave-in com água e passar nas pontas. Amasse com as mãos e prefira usar o pente (de dentes largos, de preferência) apenas enquanto estiver molhado.

Penteie começando pelas pontas e suba, aos poucos, enquanto vai desembaraçando. Uma sugestão é utilizar um finalizador em creme ou óleo, pois ele devolve a umidade dos fios e torna-os mais fáceis de pentear.

Cabelos muito finos tendem a embaraçar com facilidade. Sendo assim, prefira prendê-los quando tiver que realizar alguma atividade ao ar livre e estiver ventando, ou quando for à academia.

Além disso, alguns fios tendem a acumular “pontinhos brancos”, também chamados de Trichorrhexis Nodosa. Isso acontece quando a cutícula é perdida por químicas e outros desgastes. A consequência é a propensão aos nós — eles precisam ser retirados com um corte.

Consulte um dermatologista

Existem condições em que só um profissional capacitado pode nos dizer o que fazer. Quando há problemas no cabelo e no couro cabeludo, um dermatologista costuma ser a pessoa mais indicada para o diagnóstico, já que tais condições podem ter sintomas semelhantes e confundir-nos.

A psoríase, por exemplo, é uma doença crônica na qual as pessoas apresentam manchas avermelhadas e descamativas, mas pode ser confundida com caspa. A pitiríase é uma micose, que provoca coceira e, também, faz descamar a pele do couro cabeludo. Pode levar à queda de cabelo temporária. O dermatologista passará o antifúngico mais adequado a cada caso.

Porém, a queda capilar também pode acontecer por outras patologias, como alopecia, estresse, questões genéticas e doenças autoimunes. O tratamento adequado dependerá da causa dessa condição.

Já a oleosidade excessiva pode acontecer por desequilíbrios hormonais ou mesmo hábitos de higiene inadequados. O dermatologista examinará e dará o melhor tratamento. Além disso, ele ainda pode avaliar como andam os níveis de nutrientes no organismo do paciente e receitar vitaminas para os cabelos, como complementação alimentar.

Aposte em uma alimentação saudável

Os alimentos fornecem nutrientes para que nosso organismo trabalhe com bom desempenho. Nossos cabelos também são afetados pelo tipo de alimentação que escolhemos ter. Assim, opte por bons alimentos e faça refeições balanceadas, ingerindo legumes, verduras, frutas e proteínas. Anote algumas informações que daremos a seguir.

A cenoura oferece betacaroteno, que é um antioxidante para combater a ação de radicais livres. Além disso, também tem a vitamina A, que ajuda a nutrir as células do couro cabeludo.

O espinafre tem ferro, que ajuda na formação dos glóbulos vermelhos e nutre os folículos capilares. Junto à clorofila, ajuda a equilibrar a oleosidade das madeixas, além de proporcionar fortalecimento à raiz e colaborar para o nascimento de mais fios.

A aveia contém um mineral chamado silício, que ajuda a estruturar a queratina, proteína importante para o cabelo. Além disso, as vitaminas do complexo B e zinco favorecem o crescimento e controlam as mudanças hormonais, evitando quedas e fios brancos.

A laranja contém pectina, que favorece a limpeza de toxinas do organismo, diminuindo as chances de caspa e o acúmulo de oleosidade na raiz do couro cabeludo.

O morango oferece flavonoides e vitamina C. Essas substâncias auxiliam na circulação sanguínea, influenciando positivamente no crescimento das madeixas.

Utilize produtos de qualidade

Além de bons nutrientes, é recomendado que você utilize cosméticos de qualidade. Eles devem ser escolhidos de acordo com o seu tipo de cabelo, para que forneçam o que você necessita.

Produtos com biotina e queratina, por exemplo, são bons para fios fracos. A primeira substância aumenta a elasticidade do fio, evita a ruptura e auxilia no crescimento, já que estimula a microcirculação no couro cabeludo. A queratina envolve a fibra capilar, fornece mais resistência, elasticidade e impermeabilidade.

Colágeno e óleo de coco são ótimos para madeixas crespas e cacheadas. O primeiro proporciona elasticidade e atua na retenção de água nos fios. O outro, além de ser um poderoso antioxidante, nutre e suaviza os encaracolados.

Os fios que passaram por procedimentos químicos precisam de produtos que contenham ingredientes hidratantes, como óleos. Além do tratamento que eles proporcionam a cada uso, reduzem o frizz e deixam as fibras capilares com um aspecto mais alisado.

Já se você passou por piscina, praia e sol, precisará de produtos que ajudem a fazer uma limpeza equilibrada, retirando as impurezas acumuladas. Se eles tiverem vitamina E e ômega 6, o resultado será ainda melhor, pois esses nutrientes previnem o desbotamento da cor.

Então, ficamos por aqui com nossas dicas de cuidados com o cabelo. Você percebeu o quanto elas são fáceis de serem colocadas em prática? Não há mistério, magia ou grandes gastos. É só saber os hábitos certos e descobrir os cosméticos de que seus fios precisam.

Gostou do nosso conteúdo? Assine nossa newsletter e sempre receba informações sobre cabelos e beleza no seu e-mail!