finalizador para cabelo

Guia completo sobre finalizador para cabelo

Shampoo: guia de como usar esse produto nos cabelos

Com a grande quantidade de produtos estéticos presentes no mercado atualmente, existem alguns que ainda levantam dúvidas dos consumidores quanto a seu funcionamento e uso. Um deles é o finalizador para cabelo — com a diversidade de tipos, texturas e funcionalidades, ele pode confundir os consumidores.

Pensando nisso, criamos este guia completo sobre finalizador para cabelo a fim de apresentar um pouco mais sobre esse produto e sobre como ele pode ser benéfico para seus fios. Confira!

O que é um finalizador para cabelo?

Como o próprio nome já diz, os finalizadores servem para finalizar os fios. No entanto, ainda assim, restam dúvidas de como isso funciona. Sendo ele um produto desenvolvido para auxiliar na hora de arrumar os fios, pode ser usado ao acordar, após a lavagem ou para algum penteado. Além disso, ele pode ajudar a hidratar e segurar a umidade dos fios por mais tempo, fazendo com que seja um item bastante versátil.

Quais são os tipos de finalizadores?

Existem diversos tipos de finalizadores para todos os tipos de cabelo, desde os mais simples, com a função apenas de modelar, aos mais complexos, que servem para hidratar, definir, diminuir o frizz, dentre tantas outras funções. A seguir, explicaremos um pouco mais sobre eles.

Defrizante

O defrizante é caracterizado pela capacidade de diminuir o frizz e manter os fios no lugar. Ele pode ser encontrado em diversos formatos, como óleos, creme ou mousse. Esse produto é muito indicado como protetor térmico antes do uso de aparelhos com altas temperaturas (chapinha, secador, babyliss). Outro benefício é que alguns deles têm a propriedade de alisar os fios temporariamente, além de proporcionarem brilho e maciez.

Ele deve ser usado sempre antes da escova ou chapinha, ou quando você quiser deixar as madeixas mais lisas. Com os fios secos ou úmidos, aplique uma pequena quantidade nas mãos e espalhe por todo o cabelo, evitando passar muito perto da raiz para não deixá-la oleosa.

Cera

Esse produto é indicado para modelar os fios, especialmente em penteados, ou para fazer a escova durar mais tempo. A cera também é muito conhecida por ser a versão mais potente da pomada. Na hora de usar, aplique uma pequena quantidade nas mãos e espalhe ao longo das pontas. Para cabelos presos, ela ajuda a deixar os fios no lugar, sem causar uma aparência pesada ou molhada.

Sérum

Por ter a mesma função do reparador de pontas, muitas vezes, o sérum pode ser confundido ou, até mesmo, esquecido. Esse produto tem como finalidade diminuir o frizz, disfarçar pontas duplas, dar brilho ao cabelo e diminuir o volume. Mas, mesmo com a semelhança entre os dois, o sérum tem uma vantagem: por ser mais denso, contém diversas proteínas que ajudam a evitar o ressecamento dos fios.

Esse item deve ser aplicado sempre nos fios secos, já que, nos cabelos úmidos, pode pesar e deixá-los oleosos. Uma pequena quantidade é suficiente para dar o efeito às madeixas, então, aplique sempre nas pontas e evite a raiz. Ele deve ser aplicado sempre após a chapinha ou o secador e nunca antes, pois isso pode danificar os fios.

Spray fixador

O spray fixador, como o nome já diz, serve para fixar, sendo indicado especialmente para penteados. Ele mantém os fios no lugar por mais tempo e pode ser encontrado em diferentes níveis de fixação, como baixo, médio, forte e extraforte — a escolha vai depender da necessidade. No entanto, quanto mais forte o nível de fixação, maior a sensação de cabelo duro.

Ele pode ser usado sempre que você necessitar que os fios fiquem no lugar, como em eventos. Durante ou após arrumar o cabelo, aplique o jato com 15 cm de distância até sentir que fixou bem. O spray também é indicado para dar volume aos fios, especialmente para penteados.

Ativador de cachos

Um dos tipos de finalizadores para cabelo mais conhecidos no mercado são os ativadores de cachos, que são caracterizados por proporcionarem mais definição aos fios. Eles podem ser encontrados em diversos tipos, como em gel, óleos, mousse, spray ou em textura de creme. Além de mais definição, eles podem auxiliar com o frizz, o volume e a elasticidade.

Os ativadores de cachos podem ser usados em diversos momentos ao longo do dia, quando os cabelos ainda estiverem úmidos ao sair do banho, caso perceba que os fios estão com pouca definição e no day after (dia seguinte à lavagem, quando o cabelo costuma perder os cachos).

Óleos vegetais

Eles têm a função de reparar as pontas duplas, controlar o frizz e proporcionar brilho e maciez para os fios. Por serem naturais, contam com o benefício de hidratar e nutrir os cabelos — por conta disso, costumam ser usados junto a máscaras de hidratação e umectação, especialmente o de coco.

Sua aplicação para o dia a dia é simples: aplique uma pequena quantidade nas mãos e espalhe do meio às pontas dos fios. Caso queira usá-lo como umectação, aplique em todo o cabelo, deixe agir por alguns minutos e enxágue. Se preferir, pode deixar durante a noite e remover no dia seguinte também.

Creme para pentear ou leave-in

Os cremes para pentear, também conhecidos como leave-in, são tradicionais no mercado e praticamente todas as linhas de cada marca tem o seu. Eles têm a função de desembaraçar os fios e ajudar na hora de pentear, mas também podem ser usados para definir os fios, diminuir o frizz, hidratar e manter a umidade do cabelo por mais tempo. Além disso, alguns ainda contam com filtro solar e proteção térmica — ótimos para praia e piscina.

Seu uso é mais indicado após a lavagem. Com os fios ainda úmidos, aplique a quantidade que preferir ao longo do comprimento do cabelo. Caso sinta necessidade, ele pode ser reaplicado em pequenas porções. Pessoas com as madeixas oleosas devem evitar usá-lo, enquanto quem tem os fios mais ressecados pode usá-lo à vontade.

Mousse

O mousse é um finalizador que pode ser considerado versátil, já que tem diversas finalidades, como dar volume aos fios, condicionar os cabelos, modelar e fixar penteados. Para quem procura mais hidratação, existem aqueles com colágeno, vitaminas e cálcio em sua fórmula. Já para penteados, podem ser encontrados em alguns níveis de fixação, como suave, médio e forte.

Ele deve ser aplicado com os fios ainda úmidos antes de pentear. Sua textura é como uma espuma e, por isso, você pode controlar a quantidade que deseja aplicar. Por não ser oleoso, pode ser aplicado desde a raiz, especialmente se você deseja definir ou disciplinar as madeixas.

Qual desses produtos é ideal para cada tipo de cabelo?

Como explicamos acima, existem diversos tipos de finalizadores com as mais variadas texturas e funções. No entanto, nem todos servem para todos os tipos de cabelos. Abaixo, detalhamos um pouco mais quais são os mais indicados para cada tipo de fio.

Lisos e ondulados

Os fios lisos e ondulados são caracterizados por serem mais oleosos e com menos volume. Por isso, têm melhor resultado com finalizadores que revertam essa situação e controlem a oleosidade. Os óleos, os leave-ins mais líquidos, os séruns e os defrizantes funcionam muito bem, mas lembre-se de aplicá-los em pequenas quantidades e longe da raiz para não aumentar a oleosidade.

Para mais volume e textura, o spray fixador e a cera funcionam bem. Já os cremes para pentear e o ativador de cachos podem pesar os fios e deixá-los com aspecto gorduroso. Caso queira dar mais definição às ondas, opte por produtos emolientes e próprios para cabelos ondulados.

Cacheados e crespos

Uma das principais características dos cabelos cacheados e crespos é o fato de serem mais ressecados, especialmente nas pontas. Isso acontece porque os cachos impedem que os óleos naturais cheguem às extremidades, assim, esses tipos de cabelos precisam de mais hidratação e nutrientes.

Para cabelos mais ressecados, os produtos mais encorpados são mais recomendados, como cremes de pentear e ativadores de cachos. Eles têm ingredientes, em sua fórmula, que ajudam a repor os nutrientes necessários e manter a umidade natural dos fios.

Antes de definir qual o melhor finalizador, observe bem as características dos seus fios: se eles são lisos, ondulados, cacheados, crespos, oleosos, ressecados, finos ou grossos. Esse passo é muito importante para saber identificar qual vai funcionar melhor para você e qual pode piorar qualquer problema já existente.

Como usar um finalizador para cabelo?

Cada finalizador tem seu modo de uso, mas esse é um ponto que vai variar de acordo com o seu tipo de cabelo e a necessidade de aplicação. Nenhum ponto do uso pode ser previamente definido sem conhecer os fios e suas características.

Frequência

A frequência com a qual o finalizador é aplicado é definida após uma análise do seu cabelo. Para isso, basta prestar atenção sempre que aplicar o produto nos fios, observando a textura e como seu cabelo se comporta com ele — assim, você saberá quando é necessário aplicá-lo.

Alguns tipos de cabelos, como os cacheados e os afros, são mais ressecados e, por isso, pedem mais hidratação. Nesse tipo de fio, pode-se aplicar finalizadores todos os dias, mais de uma vez, caso você perceba que houve perda de definição ou que a madeixa está mais seca. Já para os cabelos oleosos, é mais indicado passar assim que sair do banho ou quando usar um aparelho de altas temperaturas.

Momento certo de aplicar

Assim como a frequência, não existe um momento pré-definido para aplicar o finalizador. O certo é respeitar o modo de uso do produto e as características do seu cabelo. Alguns finalizadores, como cremes ou leave-ins, ativadores de cachos e defrizantes, podem ser aplicados com os fios úmidos e secos. Já os óleos e séruns, somente com o cabelo seco para não danificá-los.

No caso do spray fixador e da cera, é recomendado que seu uso seja moderado, somente em dias ou ocasiões especiais. Por conta de seu alto poder de fixação, eles tendem a deixar os fios ressecados e embaraçados. Sempre que usá-los, é recomendado que seja feita uma hidratação em seguida.

Quantidade

A quantidade aplicada é outro ponto que depende do tipo de produto e das características dos fios. Cabelos mais ressecados pedem maior quantidade — em compensação, os oleosos devem receber aplicações em menor quantidade ou correm o risco de ter o problema piorado.

Como explicamos acima, os produtos mais encorpados funcionam melhor em cabelos mais ressecados. Esses tipos de finalizadores podem ser aplicados na quantidade em que a pessoa preferir. Já os mais líquidos e oleosos devem ser aplicados com cuidado para não pesarem e deixarem os fios com aparência de sebosos.

Como escolher o melhor produto?

Agora, conhecemos mais sobre os tipos de finalizadores e quais funcionam melhor para cada tipo de cabelo, mas a questão que fica é: como escolher o melhor produto? Para responder a essa pergunta, alguns pontos devem ser levados em consideração.

Tipo de cabelo

Nós explicamos acima quais os melhores finalizadores para cada tipo de cabelo, mas não existe uma fórmula certa. Para descobrir qual vai funcionar para você, só testando. A dica é: procure por aqueles indicados para seu tipo de fio (liso, ondulado, cacheado, afro, oleoso, ressecado etc.) e escolha um que você acha que pode funcionar.

Assim, há menos chances de errar e acabar por não gostar do produto. Observe também o modo de aplicação para ver se vai funcionar para você e para não correr o risco de fazê-lo da forma errada.

Produto reconhecido no mercado

De nada adianta aplicar de maneira correta ou ter a melhor técnica, se o produto não for de qualidade. Na hora de comprar seu finalizador, opte sempre por itens de marcas reconhecidas e tradicionais no mercado. Caso tenha dúvidas, procure um especialista e peça uma indicação sobre qual funciona melhor para seu tipo de cabelo.

Composição

A composição é outro ponto importante na hora de escolher seu finalizador. Caso queira um produto para hidratar seus fios, procure por ingredientes que tenham essa função na fórmula. Se seu objetivo é diminuir o frizz e dar mais brilho, cheque se os ingredientes têm esse objetivo.

A composição é importante também para saber se o produto tem algum ingrediente que pode ser maléfico aos fios, e, no final, se, em vez de tratá-los, pode acabar por danificá-los. Procure sempre informações sobre componentes que você não conhece para não acabar se enganando futuramente.

Cuidar dos fios não é um trabalho cansativo ou que demanda muito tempo, de modo que, com algumas técnicas e seguindo nossas dicas, esse processo pode ser simples e prazeroso. Assim como a maioria dos produtos, os finalizadores para cabelo já contam com indicações nas embalagens sobre sua função e sobre para qual tipo de cabelo são indicados. Quando usamos os cosméticos certos, nossas madeixas ficam mais bonitas e hidratadas.

E aí, gostou de conhecer mais sobre finalizador para cabelo? Acha que nosso guia foi útil para você? Aproveite e assine nossa newsletter para receber mais dicas e informações como essas!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.