espinhas no couro cabeludo

O que causam espinhas no couro cabeludo? Saiba como tratar

Shampoo: guia de como usar esse produto nos cabelos

Geralmente, as espinhas ocorrem mais no rosto e em outras áreas oleosas. Mas você sabia que também existem espinhas no couro cabeludo? Causadas por diversos fatores, elas podem ser um grande problema. Por isso, é importante tratá-las. 

No post a seguir, saiba o que são elas e como ocorrem. Veja também algumas dicas para tratar e preveni-las. Por fim, conheça as linhas especiais da Haskell que ajudam a cuidar do seu couro cabeludo, evitando que elas surjam. Boa leitura! 

Afinal, o que são espinhas no couro cabeludo? 

Mais facilmente percebidas pelo tato do que pela visão, as espinhas no couro cabeludo são um tipo de foliculite, pois, geralmente, significam a inflamação do folículo capilar, onde fica a raiz do fio de cabelo. 

Dessa forma, ele pode inchar, doer e até causar coceira. Além disso, também pode ficar com sebo, causando desconforto visual e físico. Aliás, em casos mais graves, as espinhas também podem levar a feridas com pus e perda de cabelo. 

O que pode causar esse tipo de problema? 

Existem algumas causas que levam ao desenvolvimento de espinhas na região capilar. Dentre elas, estão desde doenças até a falta de cuidados com essa área. Saiba algumas a seguir! 

Acúmulo de sebo 

dermatite seborreica pode ser causada por acúmulo de sebo e também pode levar às espinhas nessa região. Inclusive, isso pode ocorrer pela coceira na cabeça, que favorece o surgimento de feridas e a entrada de bactérias. 

Micose 

Menos comum, uma micose que ocorre no couro cabeludo pode ser causada por fungos, que levam à inflamação da região e, consequentemente, às espinhas. 

Tipos e uso de produtos 

O excesso de produtos para cabelo ou quando são mal removidos também pode levar às espinhas. Além disso, alguns tipos de shampoo e outros cosméticos também podem causar o desenvolvimento delas, especialmente em pessoas com predisposição à acne. 

Outros fatores 

Além dos tópicos anteriores, outros fatores também podem influenciar no aparecimento das espinhas no couro cabeludo. Por exemplo: 

  • estresse; 
  • sudorese excessiva; 
  • predisposição à acne; 
  • cabelos com raiz oleosa
  • alterações hormonais; 
  • consumo excessivo de cafeína; 
  • uso de medicamentos. 

Como tratar e prevenir as espinhas no couro cabeludo? 

Como você viu, as espinhas na região do couro cabeludo podem ter causas diversas, sendo bastante importante conhecê-las para tratá-las. Sendo assim, ao notar que você tem muitas espinhas e que elas não desaparecem, a melhor opção é procurar um dermatologista ou tricologista. Assim, será possível avaliar o quadro e receitar medicamentos, se necessário. 

Além disso, é fundamental não cutucá-las, para que a condição não se agrave. Outro ponto importante é seguir alguns cuidados para preveni-las. Saiba alguns deles a seguir! 

Frequência de lavagem  

Parece básico, mas lavar o cabelo com frequência ajuda muito a diminuir as chances de desenvolver espinhas na área do couro cabeludo. Isso porque o shampoo retira os resíduos de sujeira e excesso de oleosidade da cabeça. Assim, as glândulas e folículos não correm a chance de ficarem entupidos.

Contudo, nesse caso também é importante ter o cuidado de remover o produto por completo, bem como o condicionador. Além disso, durante a lavagem, é importante ter cuidado ao passar os produtos e não esfregar demais. Primeiro porque para quem tem oleosidade excessiva, isso pode gerar um efeito rebote e fazer com que as glândulas produzam mais óleo. Segundo, porque esfregar a região com força pode causar feridas ou inflamar ainda mais espinhas que possam já existir ali. 

Aqui também vale um cuidado extra para quem quer aderir às técnicas de low poo e no poo, que promovem uma limpeza menos potente. Nesse caso, vale o cuidado de observar os efeitos e ver se os produtos usados ou a falta de shampoo não está promovendo uma incidência das espinhas. 

Não abafar a cabeça 

Especialmente para quem já sofre com espinhas ou tem mais oleosidade, é fundamental não abafar a cabeça. Sendo assim, é importante evitar o uso de bonés, lenços e chapéus, bem como não prender o cabelo logo após lavar. Com isso, você também evita a formação de caspas

Uso correto de produtos 

Os produtos que você usa nos cabelos também fazem grande diferença para o surgimento de espinhas. Aliás, cosméticos à base de óleo, principalmente, podem favorecer esse problema, mesmo em quem não tem a raiz oleosa. Sendo assim, é fundamental escolher as opções certas para o seu tipo de pele e procurar fórmulas mais leves. 

Além disso, saber como usar é fundamental. Em relação à quantidade, utilize apenas a indicada pela embalagem do fabricante. Depois, retire o produto conforme recomendado e completamente, já que qualquer resquício pode favorecer as espinhas. 

Quais são as linhas especiais da Haskell? 

Para quem quer prevenir as espinhas no couro cabeludo, o ideal é usar produtos de qualidade e que tenham ativos que protejam a região desse problema. Pensando nisso, a Haskell conta com três linhas especiais. Veja sobre elas! 

CBA Amazônico 

Indicada para todos os tipos de cabelo, a linha CBA limpa o couro cabeludo e mantém a região equilibrada, livre da oleosidade excessiva. Promovendo hidratação intensa, o cabelo cresce mais saudável desde a raiz. Nessa linha, você pode contar com produtos como: 

  • shampoo; 
  • condicionador; 
  • máscara de tratamento; 
  • óleo multifuncional; 
  • tônico capilar. 

Jaborandi 

Composta por shampoo, condicionador, máscara e nectavita para revitalização dos fios, a linha é feita com os extratos de Jaborandi e Carqueja, e criada especialmente para fios oleosos. Estimulando a circulação do couro cabeludo, eles combatem a queda, fortalecem e controlam a produção de sebo. 

Alecrim 

O kit de shampoo e condicionador Alecrim foi criado para cabelos mistos, com o objetivo de promover uma limpeza profunda, a circulação sanguínea no couro cabeludo e o crescimento dos fios. Também com extrato de sálvia e vitamina H, é excelente para combater a seborreia e a caspa. 

Espinhas são conhecidas por aparecer mais no rosto, mas há também quem as desenvolva em outras áreas. Sendo assim, as espinhas no couro cabeludo merecem a atenção, especialmente por se tratar de uma região mais difícil. Nesse caso, além do tratamento, é importante seguir boas práticas para impedir que elas apareçam. Dentre elas, lavar o cabelo com frequência e usar bons produtos para combater a oleosidade é muito importante. 

Quer conhecer melhor as linhas da Haskell e ver qual é a ideal para você? Acesse nosso site

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.