correção de cor de cabelo

Para que serve a correção de cor de cabelo? Entenda quando é indicada

Shampoo: guia de como usar esse produto nos cabelos

Existem pessoas que são verdadeiros camaleões e gostam de mudar a cor do cabelo a todo momento. Mas nem sempre esse processo dá muito certo. Felizmente, ele pode ser revertido com a correção de cor de cabelo. Já ouviu falar? 

No post a seguir, saiba o que é esse processo, quando pode fazê-lo e como funciona. Veja também como saber se seus fios precisam da correção de cor e onde encontrar a coloração ideal. Boa leitura! 

Afinal, o que é a correção de cor de cabelo? 

Todo mundo gosta de escolher aquela cor linda, fazer todo o processo de coloração e sair por aí com um novo visual, certo? Mas logo depois disso, você pode se deparar com uma surpresa desagradável: o resultado inesperado! Outra situação que pode ocorrer é o tempo passar, o cabelo crescer e os tons ficarem desiguais ou desbotados. Para isso, é que se faz a correção de cor de cabelo. 

Nesse processo, o objetivo não é fazer tudo de novo, mas sim corrigir a cor, aproveitando o que já tem no cabelo, conforme avaliação profissional. 

Quando é indicado corrigir a cor e como funciona? 

Fazer a correção de cor é indicada quando acontecem algumas situações, como: 

  • a coloração ou descoloração deu muito errado; 
  • o cabelo cresceu e a raiz está de uma cor e o resto de outra; 
  • tons fortes, como ruivos e loiros, desbotaram; 
  • as mechas ficaram mais grossas ou mais finas; 
  • o tom ficou mais claro ou escuro que o esperado. 

Para fazê-la, é preciso que a pessoa seja profissional no assunto. Afinal, a correção é usada para reparar ou complementar a cor, por isso deve ser feita por quem possa encontrar a solução certa. Sendo assim, o profissional vai analisar o cabelo e entender o que deve ser feito e pode ser reaproveitado em termos da cor já utilizada. 

Depois disso, pode-se utilizar diferentes técnicas para a correção. Algumas incluem o uso de tonalizante para corrigir áreas desbotadas, outras envolvem tornar as mechas mais finas e equivalentes e há ainda o trabalho de deixar a cor da raiz parecida com todo o resto.  

Além disso, é possível realizar processos de neutralização e matização. No primeiro, adiciona-se uma cor à existente para se chegar a outro tom. Já a matização envolve a aplicação de pigmentos, de forma mais rápida, na fibra capilar. 

Ou seja, basicamente a correção envolve a reaplicação de pigmentos nas áreas desejadas, para que o cabelo fique mais uniforme, inclusive com cores mais claras ou escuras, conforme você quiser. 

Os cuidados com a correção de cor de cabelo 

Além de corrigir a coloração com um especialista, também é preciso seguir alguns cuidados durante o processo, já que o cabelo fica mais sensível. Neste caso, é fundamental investir na nutrição e reconstrução dos fios, para que eles não percam nutrientes, consigam segurar a cor e não fiquem ressecados. Aliás, essa etapa pode ser realizada a cada duas semanas, por pelo menos, dois meses. Isso porque a correção pode exigir várias idas ao salão e também a realização de processos que retirem a cor antiga, como a decapagem. 

Como saber se os fios precisam da correção de cor? 

Você já sabe o que é e como é feita a correção de cor de cabelo, mas como observar no dia a dia que chegou a hora de fazê-la ou que seu cabelo está precisando dela depois de um procedimento? Confira a seguir! 

Insatisfação com a nova cor 

Se você escolheu uma cor porque achou bonita, mas depois de usá-la, não combinou muito bem com você ou com seu estilo, é um sinal de que você pode precisar da correção. Por exemplo, a pessoa resolveu clarear os cabelos porque sempre achou lindo o cabelo das loiras, porém, depois que o cabelo ficou claro, ela se sentiu pálida com o tom do loiro escolhido. Nesse caso, é possível passar pela correção para se chegar a um tom mais iluminado e vibrante. 

Desbotamento profundo 

Falta de protetor solar nos fios, água da piscina ou do mar e até a própria poluição podem colaborar para que o cabelo desbote rapidamente. No verão, por exemplo, quando frequentamos mais as piscinas e tomamos mais sol, o vermelho começa a ficar apagado, o loiro fica com aquele tom de verde… Já notou que isso ocorreu? Então, é hora de corrigir!

Crescimento da raiz 

Geralmente, o cabelo cresce 1 cm por mês. Pode parecer pouco, mas depois de algum tempo, você começa a notar que as pontas do cabelo colorido estão bem diferentes da raiz, principalmente se você tem cabelos escuros naturalmente, mas coloriu para tons mais claros.  

Quando isso acontecer, ou até antes, chega a hora de retocar a raiz, podendo ser feita a correção para deixá-la igual às pontas. Nesse caso, é possível colorir a raiz, mas usar totalizante nas pontas, apenas para recuperar do desbotamento natural. 

Como manter a cor do cabelo corrigida? 

Depois de corrigir a cor do cabelo, você não vai querer passar por todo o processo de novo, certo? Aliás, isso nem faz bem para a saúde dos fios. Sendo assim, vale a pena seguir alguns cuidados para manter a cor por mais tempo: 

  • utilize finalizadores com proteção solar; 
  • aplique produtos especializados para cabelos coloridos
  • mantenha as cutículas seladas e hidratadas para que o cabelo fique bonito e preserve os pigmentos; 
  • use protetor térmico antes de ferramentas de calor para evitar danos nos fios; 
  • dê o espaço correto entre a coloração e um outro processo químico, como a progressiva. 

Além disso, também é fundamental usar boas opções de coloração. Afinal, com um bom produto a chance de erro é menor, evitando que você tenha que corrigir a cor posteriormente. Para isso, você pode usar as colorações da Haskell, nas linhas: 

Seja com as opções permanentes, os tonalizantes ou um dos 24 tons dos kits exclusivos, você garante uma correção de cor de cabelo incrível, trazendo mais brilho, hidratação e vida para cada fio. Além disso, combinadas com as linhas para cabelos quimicamente tratados da Haskell, o resultado é ainda mais potente. 

Quer conhecer a melhor opção para você colorir ou corrigir os seus fios? Acesse nosso site

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.