como tingir o cabelo em casa

Entenda como tingir o cabelo em casa com essas 5 dicas

Quando o assunto da vez é colorir os cabelos em casa, sempre existem muitas dúvidas que precisam ser esclarecidas antes de fazer o procedimento, não é mesmo? Afinal, existem tantos produtos à disposição, técnicas de coloração, cuidados para o bom desempenho e outros aspectos que influenciam diretamente no resultado. Então, a pergunta que fica no ar é: como colorir o cabelo em casa de forma correta?

Inicialmente, é fundamental entender sobre os produtos de coloração, priorizando escolher a melhor opção para chegar no resultado desejado. Além disso, cuidados específicos com os fios recém-coloridos não terminam após a coloração. Eles precisam ser mantidos ou, ainda, é preciso adquirir produtos específicos para cuidados pós-coloração, garantindo a preservação do brilho e a durabilidade da cor.

Mas não se preocupe! Para ajudar você a conquistar uma coloração em casa, com efeito profissional, separamos cinco dicas com informações coringas para usar antes, durante e depois do processo. Acompanhe!

Conheça o processo de coloração

Em geral, as pessoas começam a realizar colorações por diversos motivos e os que mais se destacam são: escurecer ou clarear a cor natural, cobrir fios brancos ou seguir modas e tendências.

Existem vários processos que alteram a cor dos cabelos: a descoloração, a pigmentação superficial e a pigmentação por coloração permanente. Vamos conversar um pouquinho sobre cada um deles:

  • A descoloração é um processo de clareamento dos fios que retira os pigmentos naturais do cabelo, alterando a cor. Para este procedimento podem ser usados vários tipos de descolorantes, mas a mais usada é o pó descolorante com água oxigenada na volumagem específica;

  • A pigmentação superficial é um processo para quem não quer cores de longa duração ou para pessoas com poucos fios brancos. Nele, o pigmento é depositado sobre a cor do cabelo e não promove clareamentos significativos. Exemplos de produtos para esse procedimento são as máscaras colorantes e os tonalizantes;

  • A pigmentação por coloração permanente é um processo que permite escurecer os cabelos naturais ou artificiais e clarear os fios naturais. Ou seja, ao mesmo tempo que remove os pigmentos naturais do cabelo, ela promove a deposição da cor artificial. A coloração permanente revela cores mais vivas e permite maiores mudanças, além de ser mais eficiente na cobertura dos fios brancos.

O tonalizante e a coloração creme permanente – que agem por oxidação dos corantes, formando a cor artificial – são utilizados misturados a uma emulsão oxidante: a água oxigenada. Na coloração creme permanente, a água oxigenada também tem função de clarear a cor natural dos fios. A água oxigenada possui diferentes volumagens: 10, 20, 30 e 40. A volumagem está relacionada ao nível de clareamento que você deseja. Quanto maior a volumagem, maior a capacidade de clareamento da água oxigenada.

Agora você já pode escolher qual produto é o ideal para que você chegue ao resultado desejado. Mas não deixe de considerar a credibilidade da marca que você vai usar. Invista em marcas de qualidade, que prezem pelo bom desempenho dos componentes, oferecendo todas as informações para o uso, inclusive, dando segurança aos procedimentos.

A seguir, listamos o passo a passo com as melhores dicas e informações para o seu processo de coloração em casa. Confira!

  1. Defina o melhor tom

Com tantas opções de tonalidades de coloração permanente e tonalizantes no mercado, sempre surge a dúvida de qual cor escolher. É importante que você escolha o tom que mais combine com você, que destaque ainda mais sua personalidade e que você se sinta bem! Pesquise e busque inspirações para escolher a melhor opção para o seu cabelo.

Se você não quer mudança radical, escolha tons mais próximos da sua cor natural. Caso você queira ousar, não se reprima! Mas lembre-se: coloração não clareia cabelos coloridos anteriormente. Se você tem cabelos coloridos e a coloração desejada possui um tom mais claro que o atual, ou se a cor natural dos seus cabelos é muito mais escura que o tom escolhido, será necessário realizar uma descoloração prévia, deixando os cabelos num tom levemente mais claro que o escolhido. Se não sentir segurança para realizar a descoloração, procure um profissional.

Antes de colorir, não deixe de analisar muito bem a saúde dos fios. Cabelos danificados não suportarão os impactos químicos e poderão sofrer outros danos, como um resultado de coloração infeliz.

  1. Teste a sensibilidade

Após a definição da cor, é indispensável fazer um teste de sensibilidade em seu cabelo e em sua pele, antes da aplicação. Siga a instrução do fabricante. Com essa atitude, além de acompanhar o desempenho do produto nos fios, você poderá descobrir alguma possível reação, como alergias e irritações de pele, por exemplo.

Se tudo correu bem, está na hora de aplicar, mas contenha sua ansiedade! Aplique a quantidade de produto proporcional a sua quantidade de cabelo. Quanto mais cabelo, mais produto terá de aplicar para que todos os fios entrem em contato com o produto. Respeite as orientações sobre o tempo de ação, a lavagem indicada e o intervalo para a manutenção da cor, contidas no produto. Assim, estará garantida a preservação da saúde dos fios e, consequentemente, a beleza dos seus cabelos.

Se em decorrência do teste, for constatado alguma anormalidade, o indicado é suspender imediatamente o uso, procurando um especialista para a melhor orientação, certo?

  1. Faça a preparação dos fios

Para aplicação do produto, o indicado é que os cabelos estejam secos e limpos – o ideal é que eles tenham sido lavados um dia antes –, isso porque cabelos sujos ou oleosos podem interferir no resultado e desempenho da cor, impedindo a penetração do produto nos fios.

Já no caso da pele, para evitar manchas de tinta, seja na testa ou nas mãos, o indicado é proteger as partes que estarão expostas, com luvas específicas, gel e óleos no contorno do rosto. Não se esqueça disso, hein?!

  1. Divida o cabelo e realize uma perfeita aplicação

Aqui, o momento exige concentração e cuidado. Mas nada de pânico! Para evitar manchas, má distribuição e áreas não cobertas é necessário dividir o cabelo em quatro partes, como um quadrante, para facilitar o manuseio.

Para isso, aplique a coloração usando um pincel de cerdas curtas e comece o processo pela parte de trás da cabeça, sempre em mechas finas.

Considerando que essa é sua primeira aplicação, e seu cabelo está natural, aplique do comprimento às pontas, deixando a raiz sem produto por enquanto. Em seguida, confira se todo comprimento e pontas estão com produto – ele deve ser distribuído uniformemente e você pode usar suas mãos para ajudar a espalhar.

Na raiz do cabelo, você vai aplicar o produto após 15 minutos da aplicação anterior. Por incrível que pareça, a raiz necessita de menos tempo, por isso deve ser colorida por último. Isso porque o cabelo dessa região está mais próximo do couro cabeludo, que é mais quente e, consequentemente, a oxidação é mais rápida.

No entanto, quando você possui fios brancos, o ideal é deixar 10 minutos a mais na raiz, de acordo com o tempo indicado pelo fabricante. Assim você garante uma melhor cobertura dos fios brancos.

Caso você esteja fazendo o retoque, aplique somente na raiz e deixe agir o mesmo tempo que você deixou na primeira aplicação. Dessa forma, você garante a uniformidade da cor no resultado. Para realçar a cor do comprimento, nos últimos 10 minutos de ação na raiz, aplique o restante do produto, diluído com água, do comprimento às pontas.

  1. Aumente os cuidados

Depois da transformação, além de curtir a nova cor, é indispensável cuidar do novo cabelo. Após o processo de coloração, os fios tendem a ficar sensíveis e ressecados, mas nada que alternativas simples e certeiras não resolvam.

Primeiramente, indicamos que você invista em uma excelente linha de tratamento para cabelos coloridos, priorizando manter a saúde e beleza dos seus fios.

Cuidados diários de hidratação, nutrição e reconstrução também são bem-vindos após o procedimento. Para isso, que tal investir em cronograma capilar?

Listamos outros cuidados indispensáveis para você incluir na sua rotina de cuidados para os cabelos recém-coloridos. Confira:

  • modere o uso de utensílios de beleza, como secadores, chapas e babyliss, para evitar o desbotamento;

  • invista em produtos específicos de proteção, como shampoo específicos e protetores térmicos, preservando a força e a cor viva dos fios;

  • capriche na hidratação e reconstrução com produtos específicos, para repor nutrientes perdidos, os quais são necessários à saúde do cabelo;

  • mantenha um calendário para retoques que priorize um intervalo mínimo de recuperação, entre outros.

Pronto! Agora você já sabe como colorir o cabelo em casa para ter um resultado incrível! Então, siga nossas orientações, escolha os melhores produtos para seus objetivos e reserve um tempo para cuidar dos novos cabelos. Isso fará toda a diferença na saúde e no visual dos seus fios coloridos.

Você gostou de saber um pouco mais sobre como colorir o cabelo em casa? Compartilhe este post com seus amigos, nas suas redes sociais, e ajude outras pessoas também.

Powered by Rock Convert

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.