Existem muitos tipos de cabelos: lisos, cacheados, crespos, ondulados, claros, escuros, ressecados e oleosos — cada um tem suas especificidades, benefícios e desvantagens. O cabelo oleoso, por exemplo, é caracterizado pelo excesso de sebo produzido pelo organismo, com aparência mais pesada e, por conta disso, precisa de cuidados específicos.

Mas o que muitas pessoas não sabem é que existem alguns fatores que causam o cabelo oleoso, e com alguns cuidados, produtos e tratamentos, é possível controlar, diminuir e conviver com a oleosidade em excesso. Pensando nisso, criamos este post para explicar um pouco mais sobre as características e cuidados desse tipo de cabelo. Confira!

O que causa a oleosidade nos cabelos?

A oleosidade dos fios é um processo natural. Nosso organismo produz óleos que são essenciais ao corpo humano, mas, muitas vezes, eles podem ser produzidos em excesso. Fios finos, curtos e lisos são os principais afetados pelo problema, mas a condição pode atingir qualquer pessoa, seja homem, seja mulher.

Alguns motivos que podem causar esse problema são os hormônios, os hábitos alimentares e até fatores emocionais que podem afetar as glândulas sebáceas.

Caso perceba o excesso de oleosidade sem motivo aparente, observe se está sofrendo de estresse. O déficit dos hormônios femininos e o excesso dos masculinos também têm ação direta na quantidade de óleos produzidos.

No caso da alimentação, dietas ricas em gordura e a baixa ingestão de frutas, verduras e líquidos são mais algumas causas.

Como cuidar dos cabelos oleosos?

Existem alguns cuidados que quem sofre de cabelos oleosos pode seguir para diminuir e controlar o problema. A seguir, listamos algumas dicas para ajudá-lo a enfrentar essa condição.

Evite passar a mão no cabelo com frequência

É comum ficarmos mexendo nos fios ao longo do dia, mas saiba que, para quem tem cabelos oleosos, essa prática tende a piorar o problema. Isso porque, mesmo quando limpas e lavadas, nossas mãos têm óleos e gorduras naturais que, em contato com os fios, podem ser passadas para eles.

O certo é evitar passar as mãos no cabelo. Caso não haja opção, lave bem a mão antes e tente não repetir ao longo do dia. Prefira sempre o uso de itens próprios para isso, como pente e escovas — atualmente, existem itens específicos para pentear os fios sem agredi-los.

Use um bom shampoo antirresíduos

Um bom aliado dos cabelos oleosos é o shampoo antirresíduos. Por conta do seu pH alcalino, o produto limpa mais profundamente os fios, removendo todo o excesso e os resíduos de sujeira e oleosidade. Mas engana-se quem pensa que o uso do shampoo diariamente é benéfico para os fios.

O ideal é que o shampoo antirresíduos seja aplicado apenas uma vez por semana. No caso de fios oleosos, ele pode ser intercalado com o shampoo normal. O uso excessivo pode causar um efeito reboot, ou seja, ao invés de remover a oleosidade, pode gerar mais. Isso acontece porque, ao retirar todos os óleos naturais, o organismo acaba produzindo mais para compensar.

Não aplique condicionador na raiz

Tanto o condicionador quanto as máscaras de tratamento têm como objetivo repor e restaurar a hidratação e a saúde dos fios. Dessa maneira, os produtos têm óleos em sua fórmula para tratar o cabelo.

O recomendado é aplicar o produto três dedos abaixo da raiz em direção às pontas. No caso dos cabelos oleosos, deve-se passar da metade dos fios para as extremidades. Outra dica é evitar usar muita quantidade, já que esse tipo de cabelo tem muitos óleos e o produto pode deixar os fios mais pesados.

Evite lavar os fios com água muito quente

Você já deve ter escutado que o melhor jeito de lavar os fios é na água gelada a morna. Isso porque, quando lavamos os fios com água quente, pode acontecer o efeito reboot que explicamos acima. Por conta disso, sempre que possível, procure lavar os cabelos na água mais fria. Outra vantagem, inclusive, é que isso faz com que os fios fiquem mais bonitos e brilhantes.

Fuja dos secadores e chapinhas

Como no caso da água quente, as ferramentas de calor também podem ser consideradas vilãs dos cabelos oleosos. Os jatos quentes de encontro à raiz fazem com que o organismo produza mais óleos para hidratar e cuidar do couro cabeludo. Caso precise fazer uso de secadores e chapinhas, prefira sempre jatos mornos e em temperaturas mais amenas.

Deixar os fios secarem naturalmente é sempre a melhor opção de cuidado. Isso porque, além de piorar o problema de excesso de oleosidade, o uso desses equipamentos também pode causar o ressecamento e a quebra dos cabelos.

Aposte na alimentação

Essa dica não é um cuidado com os fios em si, mas com a saúde diária. Como já explicamos, uma das principais causas de cabelos oleosos é a alimentação. O consumo excessivo de gorduras e produtos processados e industrializados afeta diretamente a produção de óleos pelo organismo.

Alimentos muito gordurosos tendem a provocar a inflamação das glândulas sebáceas, responsáveis pela liberação de oleosidade no corpo humano. O ideal é manter uma dieta balanceada, rica em legumes, verduras e muitos líquidos — a prática de atividades físicas também pode ajudar quanto a isso.

Quais produtos devo usar?

Da mesma maneira que existem alguns cuidados, existem também alguns produtos que ajudam quem tem cabelos oleosos. O shampoo antirresíduos, que explicamos acima, é um desses aliados de quem sofre com o problema.

Use produtos para cabelos oleosos

Atualmente, já existem produtos específicos para praticamente todos os tipos de cabelos e, com os oleosos, não poderia ser diferente. Os produtos (shampoo, condicionador, máscara de tratamento) para esse tipo de cabelo são preparados com ingredientes que ajudam a cuidar dos fios com esse problema, além de ajudarem a segurar a produção de óleos pelo organismo.

A linha Jaborandi, da Haskell, é desenvolvida especialmente para um cuidados diário com cabelos oleosos. Sua fórmula possui ativos que ajudam a deixar os fios limpos e leves, sem remover a oleosidade natural e evitando a produção excessiva de óleos. O uso da máscara e nectativa são recomendados uma vez por semana.

Aposte em finalizadores

Nem sempre temos tempo ou paciência para esperar os fios secarem naturalmente e, por isso, acabamos usando o secador e a chapinha. Por conta disso, uma dica legal é apostar em finalizadores antes de usar essas ferramentas. Os protetores térmicos ajudam a proteger os fios do calor liberado pelo secador e pela chapinha.

Para isso, basta aplicar no comprimento dos fios, sempre evitando a raiz, antes de secar. Ele cria uma capa protetora ao redor das madeixas, evitando que as altas temperaturas danifiquem e removam a hidratação natural, o que pode fazer com que o organismo produza mais óleos.

Faça do shampoo seco seu aliado

O shampoo seco é um produto recente, mas que já virou o queridinho de muitas meninas, especialmente das que têm cabelo oleoso. Esse item é um spray que tem como função sugar a oleosidade dos fios e segurar o excesso de óleos. Ele é indicado para aqueles dias em que os fios estão com aspecto seboso e pesado e a pessoa não tem tempo de lavar.

Ele pode ser aplicado na raiz e em todo o comprimento do cabelo, mas seu uso não deve ser diário e, sim, em emergências. Após o uso, deve-se lavar o cabelo, no máximo, até o dia seguinte para remover o produto. Quando usado em excesso, o shampoo seco pode provocar o efeito reboot, afinal, ele suga a oleosidade e o organismo pode entender que os fios precisam de mais óleos e produzir mais.

Quais os principais erros para quem tem os fios oleosos?

Mesmo com todos os cuidados e produtos, existem alguns erros que quem tem cabelos oleosos costuma cometer e que podem fazer com que o couro cabeludo produza mais oleosidade. Passar as mãos nos fios e lavar as madeixas com água quente são alguns exemplos.

Dormir com os fios molhados

Um erro muito comum de todos, não somente de quem tem cabelos oleosos, é dormir com os fios molhados. Para quem tem problemas com oleosidade, isso pode ser um erro pior ainda, já que, quando dormimos com os fios molhados, podemos causar o surgimento de fungos no couro cabeludo.

Esses fungos tendem a provocar inflamação nas glândulas sebáceas, já que o organismo tenta combater os intrusos e acaba produzindo óleos em excesso. Por conta disso, sempre seque os cabelos totalmente antes de dormir. Caso tenha a necessidade de utilizar o secador, dê preferência para temperaturas mais baixas.

Lavar os cabelos em excesso

Um erro comum de que tem cabelos oleosos é lavá-los todos os dias, a fim de limpar e remover o sebo dos fios. Mas esse hábito pode ser considerado um inimigo e, ao invés de remover a oleosidade, acabar por produzir mais. A lavagem em excesso pode causar o efeito reboot, já explicado acima, já que, ao remover os óleos das madeixas, o organismo entende que o couro cabeludo está fragilizado e, por isso, produz mais para compensar.

Para que isso não aconteça, lave os fios em dias alternados, alternando também entre o shampoo normal e o antirresíduos. Não se esqueça de evitar a água muito quente. Outra dica é não ficar muito tempo embaixo do chuveiro para não prejudicar os fios.

Usar acessórios de cabelos com frequência

Quando os fios estão muito sujos ou oleosos, costumamos prendê-los para disfarçar. Essa é uma ótima dica para emergências, mas não deve ser repetida com frequência. O ideal é procurar alternar entre métodos, como fazer coque e rabo de cavalo, usar presilhas, chapéus e o shampoo seco.

Ao usar acessórios que possam abafar o couro cabeludo, a transpiração e a oxigenação local ficam comprometidas e a falta de luminosidade pode provocar a proliferação e o crescimento de fungos e bactérias. Como já explicamos acima, isso faz com que o organismo produza mais oleosidade.

Prender os fios molhados também propicia o aparecimento e a proliferação de fungos e bactérias. Caso resolva fazê-lo, seque-os completamente primeiro, assim, você não corre o risco de danificá-los ainda mais. Além disso, ao prender muito apertado, você pode esticá-los muito e arrebentar os fios, por isso, sempre deixe o cabelo mais folgado.

Não remover o excesso de sal e cloro dos fios

Quem não gosta de uma piscina ou praia, especialmente no verão, não é mesmo? Mas o excesso de cloro e sal pode prejudicar, inclusive, os cabelos oleosos. Esses produtos removem a hidratação dos fios e os tornam ressecados. Dessa maneira, nosso organismo produz mais oleosidade para compensar, deixando as madeixas mais sebosas.

Para que isso não aconteça, sempre que sair do mar ou da piscina, tome uma ducha ou um banho de água doce e fria para tirar os componentes maléficos dos fios. Outra dica é aplicar um protetor solar capilar, já que, assim, você ajuda a evitar que o sol e a água danifiquem ainda mais os cabelos.

Usar produtos errados

Como falamos, o mercado de cosméticos vem investindo há um tempo em produtos específicos para todos os tipos de cabelo. No caso do cabelo oleoso, existem itens que ajudam a limpar, cuidar e segurar a produção excessiva de óleos. Por isso, quem tem esse problema deve evitar usar produtos para outros tipos de fios.

Existem shampoos, condicionadores, máscaras de tratamento e finalizadores com diversas especificações. Ao usar um item específico para fios ressecados ou com ação hidratante, o cabelo tende a ficar pesado e seboso, dando o tratamento contrário àquele necessário.

A Haskell Cosméticos, por exemplo, tem diversas linhas e produtos específicos para cada tipo de cabelo. A linha Detox Therapy dispõe de produtos com ação antirresíduos para ajudar a limpar e desintoxicar os fios e o couro cabeludo, dando a sensação de limpeza e refrescância aos cabelos.

Caso perceba que, mesmo após os cuidados e o uso dos produtos indicados acima, os fios continuam oleosos e pesados, o recomendado é procurar um especialista. Dessa maneira, ele pode solicitar exames e chegar a um diagnóstico mais preciso para cada indivíduo.

Existem medicamentos e suplementos que ajudam a reduzir a atividade das glândulas sebáceas, como a espironolactona, os anticoncepcionais, a isotretinoína e o zinco. Mas, para isso, a pessoa deve consultar um médico para que seja prescrito e feito o acompanhamento.

E aí, gostou de saber mais sobre as características e cuidados do cabelo oleoso? Acha que as dicas podem funcionar para você? Aproveite e conheça mais sobre a linha Detox Therapy e seus benefícios para cabelos oleosos.