corte para cabelo com frizz

Cabelos com frizz: saiba quais as principais causas e como evitar

O frizz é um dos maiores vilões dos cabelos saudáveis e temido por muitas mulheres, já que impacta diretamente o aspecto dos fios e o visual. Não importa se o seu cabelo é liso, ondulado, cacheado ou crespo, os fios arrepiados podem aparecer em qualquer pessoa e as suas causas são as mais variadas possíveis. Porém, mais do que um incômodo para a nossa imagem, os cabelos com frizz podem ser um sinal de que a saúde dos fios está em risco.

A boa notícia é que existe uma infinidade de técnicas fáceis e práticas que podem salvar o seu cabelo dos desagradáveis fios arrepiados. Usar um leave-in ou até mesmo optar por um corte para cabelo com frizz é um dos exemplos de estratégias que podem blindar os fios e domar os cabelinhos rebeldes. Se você já tem uma rotina de cuidados e, mesmo assim, não percebe resultados, é possível que esteja fazendo algo errado.

Quer entender melhor o que é o frizz, por que ele aparece e como você pode combater esse problema e manter um visual mais alinhado? Nós preparamos um post completo para tirar todas as suas dúvidas. Confira!

O que são cabelos com frizz?

Sabe aquele cabelo indisciplinado que, até quando você prende, fica cheio de fios quebradiços aparentes? É sinal de cabelo com excesso de frizz. Ele é uma resposta ao estado debilitado dos fios em virtude de danos em sua estrutura. Quando as escamas ficam muito abertas, os fios enfraquecem e geram uma carga elétrica que faz com que fiquem arrepiados.

Apesar de ser natural, além do aspecto sem brilho, esse efeito é maléfico para a saúde dos fios, pois as cutículas abertas favorecem a perda de nutrientes, deixando os fios mais opacos e quebradiços. O problema pode ser agravado pelo uso de químicas e de outros fatores que prejudicam a saúde capilar, por isso, é importante tomar medidas para combatê-lo.

Quais as causas mais comuns?

Alguns fatores influenciam o aparecimento do frizz — entre eles, o uso diário do secador e da chapinha, assim como os processos químicos, por exemplo, tinturas, alisamentos e descolorações, que deixam os fios mais porosos, favorecendo o problema. Por essa razão, é superimportante tomar cuidado com os produtos utilizados e com a maneira ideal de fazer uso.

Sabe quando viajamos para um lugar de clima diferente e o nosso cabelo fica mais rebelde? Isso acontece porque agentes climáticos, como os raios solares, o vento e a umidade do ar, também interferem nos fios, principalmente quando estão secos. Além disso, quem tem cabelos brancos e grisalhos precisa redobrar os cuidados, pois eles são mais suscetíveis a esse problema. Isso acontece porque o fio branco tem menos melanina, substância que influencia a pigmentação, a hidratação e a maciez do cabelo.

Como evitar o frizz?

Você não precisa desistir do secador, da chapinha e do babyliss e nem dizer adeus ao cabelo colorido dos sonhos. É possível, sim, manter os seus hábitos. Porém, para se livrar dos fios arrepiados, alguns cuidados capilares precisam fazer parte da sua rotina. Eles são essenciais para conquistar o efeito desejado ao cabelo e, nesse caso, o que não pode faltar é manutenção.

Hidrate os fios regularmente

O frizz costuma aparecer mais em cabelos ressecados e carentes de água, óleos e nutrientes, por isso, um cabelo que recebe cuidados regulares dificilmente sofrerá com o problema. É importante saber que os melhores tratamentos para reduzir o frizz são os que hidratam. Por isso, é fundamental utilizar máscaras de tratamento regularmente. Vale lembrar que alternar entre opções de hidratação, nutrição e reconstrução garante mais saúde aos fios.

O processo de aplicação também é importante. Na hora de utilizar a máscara, tire o excesso de água dos fios e enluve mecha a mecha. Deixe o produto agir de acordo com o tempo de pausa indicado na embalagem e enxágue completamente. Para potencializar o efeito e acabar de vez com o frizz, você pode aplicar algumas gotinhas de um óleo vegetal, como o de argan ou o de coco, em sua máscara. Os óleos vegetais são ótimos aliados no cuidado do cabelo ressecado ou com frizz.

Opte por produtos com um pH levemente ácido

O pH é uma faixa de potencial eletrônico utilizada para determinar se um ambiente está ácido, neutro ou alcalino. A escala de pH vai de 0 a 14, de modo que o neutro está no número 7. Abaixo de 7, o pH é ácido; acima de 7, o pH é alcalino. Talvez você se lembre desse conceito abordado nas aulas de Química do colégio, mas o que você não imaginava é que entender sobre pH poderia ser bastante útil para cuidar do seu cabelo.

O pH dos fios varia de 4.2 a 5.8, ou seja, é levemente ácido. Quando passamos por processos químicos, como alisamentos, colorações e relaxamentos, utilizamos produtos com um pH alcalino, acima de 7, para abrir as cutículas. Essa mudança de pH pode fazer com que o fio fique opaco, poroso e com muito frizz. O ideal é utilizar produtos com um pH levemente ácido, entre 4 e 5. Eles ajudam a fechar as cutículas, a equilibrar os fios e a preservar os nutrientes dos tratamentos hidratantes.

Enxágue o cabelo com água fria

Um banho quentinho e relaxante é muito agradável, não é mesmo? Contudo, a alta temperatura da água é outra vilã para os fios, já que ela abre as cutículas, ressecando o cabelo do comprimento até as pontas. Em cabelos cacheados e crespos, que são naturalmente mais ressecados, o dano pode ser ainda maior, tornando-os mais quebradiços e com mais frizz.

Procure lavar os fios com água morna e, após finalizar a lavagem e a hidratação, dê um último enxágue com água fria. A baixa temperatura atuará como um selante, fechando as cutículas e diminuindo o atrito. O enxágue com água mineral — que é mais pura de agentes químicos — também ajuda a fechar as cutículas dos fios, deixando-os mais soltos. Como resultado, você terá um cabelo com muito brilho e sem frizz.

Não se esqueça dos finalizadores

Apostar em bons finalizadores ajuda a manter o seu visual mais alinhado, livrando-se dos fios arrepiados. Com o cabelo molhado, coloque uma gota de óleo capilar nas mãos e espalhe nas pontas e nas regiões mais ressecadas, como próximo à testa e à nuca.

Essa é uma ótima estratégia para controlar o frizz formado na região, sem deixar o cabelo oleoso. Utilizar um sérum no cabelo seco pode ajudar também, mas é importante não aplicar em excesso para não deixá-lo com um aspecto oleoso.

No caso dos cabelos cacheados e crespos, que não têm problemas com oleosidade, o óleo pode ser substituído por um creme para pentear, que deve ser utilizado em todo o comprimento e próximo à raiz.

Se o seu problema for o frizz que aparece quando o cabelo está preso com um coque ou com um rabo de cavalo, aposte no gel ou em uma pomada para controlar os cabelinhos rebeldes. Aplique um pouquinho do produto antes e após prender os fios e espalhe com uma escova ou com um pente.

É possível eliminar de vez o frizz do cabelo?

Como já dissemos no início deste post, sim, o frizz é fácil de ser combatido. Excelente notícia, não é mesmo? Entretanto, vale ressaltar que cada cabelo é único e não existe uma resposta pronta, já que são vários os motivos que podem causar os teimosos fios rebeldes.

Para ajudar você a acabar de vez com esse vilão, reunimos truques poderosos que vão eliminar o frizz e deixar o seu cabelo bonito e saudável, como toda mulher quer e merece!

Saiba, no entanto, que um pouco de frizz é normal, pois os fios arrepiados não são apenas aqueles quebrados que sofreram algum dano. O fio mais novinho — o famoso baby hair — também pode dar aquela aparência de arrepiado.

Ele não tem peso suficiente para acompanhar o crescimento do cabelo e, como é muito curto, fica com aquele aspecto que detona qualquer visual. As dicas a seguir vão deixar os fios comportados. Veja como:

  • aposte em um leave-in líquido: quando você prender o cabelo e os arrepiados aparecerem, espirre o leave-in líquido bem próximo aos fios e passe uma escova bem fininha para abaixar os arrepiados;
  • invista em um reparador de pontas: sendo excelente para finalizar o cabelo, você pode usá-lo na extensão dos fios e passar bem nas pontas para abaixar o frizz;
  • experimente o corte bordado: a técnica consiste em dividir o cabelo em mechinhas, enrolá-lo e tirar, aos poucos, com a tesoura, as pontinhas quebradas que ficam arrepiadas;
  • use um pré-shampoo: ele prepara o cabelo para a ação do shampoo, ajuda a limpar e protege os fios do ressecamento;
  • aplique o shampoo na raiz: por ter a função de limpeza, o shampoo pode agredir os fios em sua extensão. Experimente aplicar o produto na raiz, massagear e deixar que ele escorra pelo comprimento do cabelo;
  • aposte em uma umectação: fazer o uso de óleos vegetais uma vez por semana alinha o fio, diminui o ressecamento e, consequentemente, deixa o cabelo mais polido;
  • faça uma hidratação: utilize máscaras com ação antifrizz para hidratar o seu cabelo, priorizando produtos com d-pantenol e óleo de mamona;
  • use uma escova raquete: além de desembaraçar, essa escova ajuda a distribuir a oleosidade natural dos fios, oferecendo mais uma barreira contra o frizz;
  • invista em um pente de madeira: ele pode ser um bom recurso, pois a madeira neutraliza a estática que deixa o fio arrepiado;
  • use o cabelo preso: se você tem um compromisso logo cedo, antes de dormir, prenda o cabelo com um coque frouxo. Pela manhã, ele estará mais disciplinado e bastará finalizar com o reparador de pontas;
  • tenha atenção à toalha: evite toalhas ásperas ou felpudas e seque o cabelo com cuidado para não correr o risco de quebrar os fios;
  • use uma touca de meia: essa é uma técnica antiga, mas que faz toda a diferença. Experimente usá-la por uma hora e veja como ela controla o frizz;
  • use um spray de brilho: ele tem um alto poder de diminuição de frizz, além de dar brilho e ser muito cheiroso.

Como escolher o corte ideal para cabelo com frizz?

A dica do corte bordado pode ser ideal para você que quer eliminar as pontas duplas do cabelo sem mexer no comprimento dos fios. Muito bom, não é mesmo? Essa técnica tira todas as pontas duplas e ressecadas que fazem o cabelo ficar com aquela aparência de arrepiado. Além dessa vantagem, o corte funciona bem para todo tipo de fio.

O corte em camadas longas é outra excelente alternativa para combater o frizz. Isso ocorre porque ele preserva o peso do cabelo, ajuda a equilibrar o volume dos fios e dá mais movimento. Dessa forma, confere leveza aos fios, evitando que o cabelo fique com um aspecto armado. Ele também é ideal para quem quer inovar no visual sem interferir no comprimento.

Saiba quais cortes evitar

Da mesma forma que o corte bordado e o corte em camadas longas beneficiam o cabelo com tendência ao frizz, existem outros que podem evidenciar o problema. Por essa razão, vai aqui uma dica extra para deixar o cabelo mais alinhado: evite o corte desfiado e o corte com navalha porque eles tiram o volume, mas deixam as mechas mais propícias ao frizz.

O mais importante é você conhecer o seu cabelo e saber do que ele realmente necessita e o que combina melhor com a sua personalidade. O corte certo, além de valorizar o seu visual, vai ajudar a combater a aparência de cabelo com fios arrepiados. Logo, se você tem dúvidas, é válido recorrer à opinião de um profissional.

Entenda que secador, chapinha e química não precisam ser prejudiciais

Quem não abre mão do secador e da chapinha deve utilizar produtos com proteção térmica para garantir a proteção do fio e minimizar a formação de frizz. Após secar os cabelos, finalize com um jato frio para abaixar os fios arrepiados e aplique um óleo reparador ou um sérum em todo o comprimento para garantir um resultado mais eficiente.

Os procedimentos químicos, como as descolorações e as progressivas, podem sobrecarregar os fios. Consequentemente, o cabelo perde água e fibra capilar. Dessa forma, é extremamente importante escolher os produtos certos para o seu tipo de cabelo e ter atenção às técnicas utilizadas. Lembre-se sempre de que o ideal é prevenir. Daí a importância do cuidado constante.

Portanto, podemos concluir que o frizz é uma resposta totalmente natural dos cabelos e mostra que eles precisam de mais atenção. Apesar de ser incômodo, o problema pode ser facilmente contornado. Um bom corte para cabelo com frizz e uma rotina de cuidados diários, usando produtos de qualidade, são garantias de um cabelo dos sonhos!

Curtiu as dicas deste post para combater o frizz? Então, conheça agora os passos para fazer o cronograma capilar e monte a sua agenda de cuidados.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

3 Comentários

  1. Frizz é muito ruim mesmo. Aqui em casa eu faço uma receitinha caseira que super dar certo e gasta muuito pouco. No meu canal do youtube tem uma playlist sobre o tema caso fiquem curiosos para saber qual é. https://www.youtube.com/watch?v=GBwOC9QkdUI&t=213s

    1. Ei, Ana Paula! Obrigada por compartilhar com a gente a sua receitinha. Nós temos a linha Mandioca que contém Óleo de Rícino na composição que é excelente para combater o frizz também! 😘

    2. Oi, Ana Paula! Muito bacana! Obrigada por estar com a gente! 😉😘

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.